Quem foi Ribeiro Pena?

Por Lindolfo Pena Pereira (1981)

Ribeiro Pena é o homenageado nas duas principais ruas do centro do distrito de Marilândia. Foi um importante político e comandante de várias secretarias do Governo do Estado de Minas Gerais.

José Ribeiro Pena, filho de Lafayette Ribeiro Pena e Maria Carmelita Ribeiro Pena, nasceu no dia 4 de agosto de 1900 em Itapecerica. Fez os primeiros estudos em sua terra natal, sendo aluno do Prof. Alberto Couto. Em São João del Rei, no Colégio Santo Antônio, fez o curso secundário. Formou-se, posteriormente, em agrimensura em Belo Horizonte. Exerceu a profissão de agrimensor em Itapecerica e municípios vizinhos.

Em 6 de maio de 1924, se casou em Belo Horizonte, com Maria José Nogueira de Sá (que passou a assinar Maria José Nogueira Pena). O casamento religioso aconteceu na Igreja do Sagrado Coração, esquina das avenidas Carandaí e Alfredo Balena. O casal fixou residência em Itapecerica. Em 1932, mudou-se para a Capital, com o intuito de estudar na Faculdade de Direito da então UMG, hoje UFMG, onde se formou em 1936. Durante o curso e logo após, foi jornalista na Folha de Minas.

Depois da formatura, exerceu a advocacia em Belo Horizonte, sendo companheiro de escritório do criminalista Amintas de Barros, que foi vereador, deputado e prefeito da Capital. Mais tarde, advogou em Itapecerica até 1943, quando a Rede Mineira de Viação o contratou como advogado para trabalhar em Belo Horizonte, onde, pouco depois, transferiu-se para o Banco Mineiro da Produção S.A.

Exerceu o magistério no Colégio Afonso Arinos, na Capital, e no Colégio Imaculada Conceição, em Itapecerica.

Na política, foi vereador em sua terra natal (1935-1937), tendo o mandato encerrado com a dissolução da Câmara pelo Estado Novo em 10/11/37. Em 1947, foi eleito deputado estadual à assembleia constituinte mineira, tendo sido líder da maioria. Sua legenda era o PSD - Partido Social Democrático. Ainda em 1947, foi eleito por via indireta Vice-Governador do Estado. Posteriormente, reelegeu-se deputado estadual em 1950 e 1954. Foi Presidente da Assembleia Legislativa durante quatro anos (1950-1954), quando o Estado era governado por Juscelino Kubitscheck. No governo seguinte, de Bias Fortes, foi Secretário de Estado da Justiça e, depois, de Segurança Pública. Em 1960, candidatou-se ao governo do Estado. Em 1961, no governo de Magalhães Pinto, ocupou a Secretaria de Viação e Obras Públicas e, posteriormente, foi Diretor-Presidente do Banco Mineiro da Produção, até 1965.

Faleceu em 14 de agosto de 1969, sendo sepultado em Itapecerica. Deixou a viúva, Maria, e três filhos, José Maurício, advogado, Antônio e César Otaviano, ambos engenheiros.


Referência: Site ribeiropena.net, por José Ribeiro Pena Neto (2000).

Acesse a biografia completa:

BIOGRAFIA DE RIBEIRO PENA
.pdf
Download PDF • 111KB


69 visualizações0 comentário